Grupo de Forcados amadores de Alcochete emite Comunicado sobre roubo da estátua de Hélder Antõno.

Comunicado
Face ao recente incidente de furto qualificado da estátua que perpetua a memória de Hélder Antono, forcado, falecido a 27 de Março de 1988, na Praça de Toiros de Alcochete, vem o Grupo de Forcados Amadores de Alcochete, pelo presente, manifestar a sua revolta e sentimento de dor provocados por este ato criminoso.
A estátua de Hélder Antono, além de representar um memorial para o Grupo de Forcados Amadores de Alcochete e para todos os forcados em geral, representava também, para a Vila de Alcochete, um ex-libris, dada a riqueza histórica, cultural e social que o moço forcado representa para as gentes de Alcochete.
O que se passou na passada madrugada de dia 22 de Abril foi um crime contra o património do Concelho de Alcochete, que não pode ficar impune e que merece a mais cuidada atenção e dedicação por parte de todas as entidades competentes na tentativa de encontrar e punir os responsáveis por este ato.
Os danos sentimentais provocados por este acontecimento são irreparáveis e incomensuráveis. Neste momento, resta-nos a esperança de que os responsáveis sejam encontrados e punidos, deixando atuar as entidades competentes.
Com a convicção de que Hélder Antono voltará a ter naquele local a estátua em sua memória, deixamos uma palavra de agradecimento a todos os amigos e aficionados que nos têm feito chegar o seu apoio.

Viva o GFA de Alcochete!

Alcochete, 23 de Abril de 2014

Grupo de Forcados Amadores de Alcochete
TAG