Cantinho da Lisa ('morantismo: mais que uma paixao, uma forma de viver')

Pisar terras de Puebla del Rio, a terra de Jose Antonio Morante Camacho, é pisar a terra do enviado especial dos deuses do toureio. Morante é um estado de alma, uma forma de viver. É sonhar acordado. Um sonho perfeito. É parar no tempo. É ver as ‘verónicas’ e ‘chicuelinas’ mais lentas e puras. É figura. Figura das figuras. Génio dos génios. Morante es Morante y nada más. Morante não tem dia sim, nem dia não. Morante é sempre Morante ao estilo mais verdadeiro da arte de montes. Inspira. Emociona, oh e que emoção e arrepios, olés que saem do coração. Muñeca que vale ouro. Nasceu toureiro. Tudo parece fácil, mas não. Morante faz parecer fácil. Por Dios, que arte tiene! Se a pureza do toureio tivesse nome seria Jose Antonio Morante de la Puebla. Mas de que serve tentar passar para palavras o que sinto se o que conta é a palpitação acelerada de um coração morantista? De que valem os aplausos se o que interessa são os olés que rompem o silêncio da praça? Sou a Lisa, mas de Morante. Sou de Morante, tenho essa fé que não se explica nem se ensina, sente-se apenas. Que turbilhão de emoções e sensações, de sorrisos e suspiros. Que forma mais bonita de viver, a de creer en el morantismo. Morante te sueño. Morante te quiero. Morante te amo.
Fotos e texto:Lisa Valadares


Get the flash player here: http://www.adobe.com/flashplayer

TAG