Casa Cheia em Mourão. - Carregar a sorte

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Casa Cheia em Mourão.

Já começou! Passado o defeso e chegado o dia 1 de Fevereiro e, tal como manda a tradição, realizou-se o primeiro festejo taurino de 2015 em Mourão. Frio houve muito mas público também. Praça esgotada e ainda alguns aficionados ficaram do lado de fora. Um cartel aliciante, uma ganadaria com provas dadas, era de prever uma boa tarde de toiros…

Seis novilhos Murteira Grave, díspares em comportamento, com destaque para o lidado em terceiro lugar, e homogéneos em apresentação.
Luís Rouxinol abriu praça e a temporada com um novilho de bonita mas curta investida. Deixou três compridos de forma a ‘provar’ o Murteira Grave. Mérito para o cavaleiro dado que oponente teimava em não se fixar nos médios. Terminou com assinatura Rouxinol, deixando dois palmitos e um par a pedido do público.

Rouxinol Jr saiu em segundo lugar. Acusando o nervosismo e importância da primeira, andou demasiado rápido, mas mostrou ganas e entrega. Deixou dois compridos correctos, apesar de uma ou outra passagem em falso. Viram-se tiras correctas e finalizou com dois palmitos.

Em ano da comemoração de 50 anos de existência pegou o grupo de S. Manços por intermédio dos caras José Quintas e Pedro Galhardo, ambas as pesgas concretizadas à primeira tentativa.

Manuel Jesús, El Cid, toureou o terceiro. Recebeu por verónicas rematadas com uma média. Entendeu o oponente e sacou o que ele tinha de melhor, dando espaço ao novilho, digno de maestro. De destacar as séries de derechazos com muito temple.

Escribano toureou o seguinte, mas não teve muita sorte com o novilho que lhe coube: escasso de forças mas de investida bonita. Bandarilhou o Murteira com correcção. Na muleta pouco se viu, ainda assim de notar um par de derechazos.

Lama de Góngora recebeu o quinto por verónicas, um serio novilho. Uma faena com técnica e alguns momentos de destaque, embora tenha faltado um qualquer ingrediente que desse o brilho desejado à faena, talvez o ar de Sevilha.

João Silva, El Juanito, encerrou a tarde. Presente neste cartel dado o triunfo alcançado nesta mesma praça há um ano atrás. Saiu ao ‘ruedo’ com ganas. Teve por diante um novilho que cumpriu. Mesmo sofrendo duas voltaretas, logrou bonitos momentos de toureio. 

Que este festejo seja, em certos aspectos, um espelho para a restante temporadas: praça esgotada e corridas mistas.


Lisa Valadares Silva
Comments
Notification
This is just an example, you can fill it later with your own note.
Done