Um cartel de jovens promessas. - Carregar a Sorte

Post Top Ad

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Um cartel de jovens promessas.

Um cartel composto por seis jovens cavaleiros aliado a um concurso de ganadarias, ‘rematado’ com dois grupos de forcados. O público preencheu metade das bancadas da praça da capital do Sorraia.

Abriu a tarde em Coruche Manuel Telles Bastos frente ao de Lopes Branco que, no geral, cumpriu. O cavaleiro andou por cima do toiro, levando a cabo uma lide que primou pela regularidade e que iniciou com uma sorte gaiola. Apesar de discreta a prestação de Manuel Telles Bastos há que notar dois curtos que grande qualidade, mas sem grande impacto nas bancadas.


De seguida apresentou-se Francisco Palha. Lidou o mais pesado da tarde, o de António Silva. O cavaleiro deu mais atenção à qualidade do que à espectacularidade. Num estilo mais sóbrio, andou correcto dando importância à verdade no momento da reunião e não descurando do remate das sortes.


Marcelo Mendes recebeu o Cunhal Patrício à porta gaiola, mostrando vontade. As passagens em falso, resultado dos quarteios demasiado abertos, foram compensadas com grandes momentos de emoção indo à cara do toiro e a originarem impacto nas bancadas.


O Vale Sorraia, de apresentação ímpar e por isso mesmo vencedor do troféu Apresentação em disputa, coube em sorte a Tomás Pinto. E porque nem tudo o que parece é, o que tinha em apresentação, não tinha em bravura. Tomás Pinto andou esforçado, executando uma lide valorosa mas sem grandes detalhes.


Salgueiro da Costa teve por diante o Veiga Teixeira, vencedor do troféu Bravura. A irregularidade nos compridos foi ‘esquecida’ e compensada pelos bons momentos de toureio nos curtos. Dois curtos de destaque em que aguentou e esperou pela investida, quando a houve.


Rouxinol Jr fechou a tarde com David Ribeiro Telles. O jovem cavaleiro mostrou desenvoltura, raça, crer, ganas… Mostrou ter vontade e entregou-se e só isso é de aplaudir. Andou sempre ligado ao oponente e foi visível que Rouxinol Jr tem muito sentido de lide. Terminou com um palmito uma lide de qualidade.

No que toca às pegas e pelo grupo dos Amadores do Ribatejo foram caras Pedro Coelho que se fechou bem à primeira tentativa; André Martins consumou, igualmente, ao primeiro intento; e Pedro Espinheira à terceira, depois de ter escorregado na cara do toiro na primeira tentativa.
Pelos da casa, Amadores de Coruche, pegou Paulo Oliveira à primeira tentativa concretizando uma boa pega; José Marques à segunda e António Tomás fechou a tarde consumando à primeira tentativa uma pega de qualidade.
Dirigiu a corrida o Sr. Rogério Jóia.


Lisa Valadares Silva