Coruche quase esgotou para uma tarde de toiros.

A praça de toiros de Coruche quase esgotou para uma tarde de toiros. Foi no passado dia 17, data tradicional, que António Ribeiro Telles, João Moura Jr e João Telles Jr tourearam seis Murteira Grave e que os Amadores de Coruche, num acto de valentia, pegaram os seis. A tarde também era de homenagem a Manuel Badajoz, um de prata que valeu e vale ouro.
A bravura pode não ter sido a característica que predominou nos seis Grave que saíram em Coruche, mas todos, ou quase todos, humilharam de forma bonita nos capotes. De apresentação indiscutível, os seis ‘cumpriram’ na tarde de Coruche.
António Ribeiro Telles abriu a tarde diante de um Grave que acusou 530kg. Apesar da pouca transmissão, António Telles primou pela correcção e sabedoria. Percebeu, e bem, o que tinha por diante, deu-lhe os terrenos certos e deixou uma série de curtos com emoção. O segundo tinha 535kg, era nobre mas perseguia pouco depois da colocação da ferragem. O ‘perfume’ do classicismo ‘invadiu’ a arena de Coruche com dois curtos de destaque, de frente e ao estribo como mandam as regras. António Telles deu à lide a emoção que o toiro não tinha.
João Moura Jr começou por lidar um exemplar de 490kg, cumprindo na ferragem inicial. Na série de curtos, o toque na montada, contrastou com momentos de muita emoção e entrega. Moura Jr andou a gosto e deixou dois curtos de grande qualidade em reuniões cingidas. O segundo levou o ganadero à arena – foi o melhor da tarde. Teve o de maior mobilidade e foi fortemente ovacionado. Deixou correctamente a ferragem da ordem, terminando com uma série de palmitos que chegou com facilidade às bancadas e foi fortemente aplaudida.
João Telles Jr foi o triunfador da tarde. A jogar em casa levou a cabo duas lides redondas. Primeiro com um de 525kg. Telles Jr está na temporada dele, anda a gosto e com muitas ganas. Dá gosto ver! Uma lide ‘limpa’ e com acerto. A série de ferragem curta resultou impactante, tal foi visível nas enormes ovações a um dos toureiros da ‘casa’. Telles Jr faz bem feito. Culminou com dois violinos de qualidade. No segundo, de 510kg, as ‘coisas’ correram de forma semelhante, as bancadas vibraram e era notória a satisfação do cavaleiro. Terminou com dois palmitos ovacionados de pé.
Num acto de galhardia e valentia, os Amadores de Coruche pegaram seis Grave. O cabo, Amorim Ribeiro Lopes, prontificou-se a abrir a tarde consumando ao terceiro intento onde a coesão do grupo não foi visível em tentativas anteriores. João Peseiro bateu às palmas ao segundo e efectivou ao primeiro intento uma pega rija, valendo-lhe uma volta ao ‘ruedo’, sendo de novo aplaudido no centro da arena. António Tomás pegou o terceiro da tarde à primeira, uma pega ‘limpa’. José Marquês foi à cara do quarto e efectivou ao terceiro intento. João Mesquita foi o escolhido para o quinto da tarde e consumou com valentia à primeira uma grande pega. Paulo Oliveira fechou a tarde com uma pega à segunda tentativa.
Dirigiu a corrida o Sr. Manuel Gama.

Lisa Valadares Silva
TAG