Rouxinol, Vila Franca e Pinto Barreiros foram premiados em Arruda.

Luís Rouxinol, o Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira e a ganadaria Pinto Barreiros foram os premiados do primeiro de dois festejos taurinos em Arruda dos Vinhos.
A bravura não predominou na noite do passado domingo. Três toiros Eng. Jorge de Carvalho e outros três Pinto Barreiros e nenhum esteve ‘à altura’ do pretendido.
Rui Salvador abriu a noite diante de um exemplar Eng. Jorge de Carvalho com o peso estimado de 440kg, um manso distraído. Valeu a entrega e garra de Salvador para tentar sacar o pouco que o oponente tinha para dar. Algumas passagens em falso contrastaram com curtos de qualidade, com destaque para o primeiro. O segundo que lhe coube em sorte tinha 450kg e era proveniente da ganadaria Pinto Barreiros e cedo descaiu para tábuas. Rui Salvador não teve tarefa fácil, mas o público que preencheu ¾ de casa entendeu as dificuldades de lidar um manso e aplaudiu Salvador pelo seu valor.
Luís Rouxinol começou por lidar um toiro de Eng. Jorge de Carvalho de 465kg. Costuma-se dizer que sem ovos não se fazem omeletes e em Arruda não houve matéria-prima para ser trabalhada. Mas mesmo sem ovos, Rouxinol, saciou a ‘fome’ de alguns. Deu ‘sabor’ a um toiro que não tinha ‘gosto’ nenhum e terminou com uma rosa aplaudida. O segundo, Pinto Barreiros, pesava 500kg e descaiu para tábuas (como aconteceu com todos, ou quase todos). Rouxinol, cavaleiro de topo, pôs aquilo que o toiro não tinha, destacando-se o segundo curto.
Miguel Moura também não teve a tarefa facilitada. O primeiro que lidou era de Pinto Barreiros e acusou 485kg. Não primou por ser bravo, mas mesmo assim era o que tinha maior mobilidade. Bateu ao piton contrário e umas reuniões resultaram mais cingidas que outras. Finalizou com uma rosa. O segundo, e último da noite, tinha 535kg e era de Eng. Jorge de Carvalho, um manso perdido. Miguel fez o que pôde. Os curtos foram, na sua maioria, cravados a sesgo.
Na noite em que se assinalavam 13 anos após a morte do forcado Ricardo Silva ‘Pitó’, do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca, naquela mesma arena, foram concretizadas cinco pegas à primeira tentativa e uma à quarta.
Pelos Amadores de Vila Franca pegou Rui Godinho que concretizou à primeira tentativa uma pega ‘limpa’, Vasco Pereira também ao primeiro intento com o grupo a fechar coeso e Ricardo Patusco, igualmente à primeira, consumou uma rija pega com uma preciosa primeira ajuda dada por Frederico Murta.
Pelos Amadores de Arruda, Pedro Sabino fechou-se com eficácia à primeira tentativa, Pedro Silva tapou, com valentia, a cara ao toiro e concretizou ao primeiro intento e Bruno Silva consumou à quarta a sesgo, depois de em anteriores tentativas ter faltado grupo.
Dirigiu a corrida o Sr. Pedro Reinhardt.

Lisa Valadares Silva
TAG