Temporada António Nuncio

António Núncio participou em onze espectáculos taurinos em Portugal que tiveram palco as arenas de Évora, Alcochete, Moura, Alcáçovas, Lisboa, Arruda dos Vinhos, Sobral da Adiça, Granja, Alcácer do Sal, Vila Boim e novamente em Évora.
 
Lidou toiros e novilhos das ganadarias, Calejo Pires, Cunhal Patrício, Nunez de Tarifa, José Palha, David Ribeiro Telles, Falé Filipe, São Martinho, Silva Herculano, Pinto Barreiros e Veiga Teixeira.
 
Durante a temporada de 2016 utilizou os cavalos, Boémio Dirceu, Sebastião, Êxito e Guizo. 
 
No dia 3 de Julho tirou a prova de praticante na Arena de Évora, diante do novilho "Tramposo" marcado a fogo com o Nº85, burraco de pelagem da ganadaria Calejo Pires. Nesse dia saiu nas cortesias no É-Hábil, nos compridos com o Bohemio e nos curtos com Dirceu.
 
Fez a sua estreia de casaca e tricórnio na monumental do Campo Pequeno a 28 de Julho na homenagem aos 50 anos de Alternativa de Mestre Luís Miguel da Veiga, lidando o toiro Nº35 de nome Acuson de nome da Ganadaria Ribeiro Telles.
 
A crítica sobre esse dia escreveu:
Farpas Blog:
"Núncio em "alta voz" com banda em silêncio
Fechou praça o jovem António Núncio, que ontem se estreou de casa e tricórnio e também se apresentou pela primeira vez em Lisboa. Há muitos anos, Mestre João Núncio, seu bisavô, fez questão de que na corrida dos seus também 50 anos de alternativa, actuasse Luis Miguel da Veiga, rendendo desta feita homenagem ao seu eterno rival Simão da Veiga. Agora foi a vez de Luis Miguel, num gesto de grandeza, retribuir o que jamais esqueceu e também “exigir” à empresa do Campo Pequeno que na sua corrida estivesse um Núncio. Ainda há Senhores neste conturbado mundo dos toiros.
António Núncio não andou bem nos compridos, mas melhorou significativamente na ferragem curta, evidenciando boas maneiras, sentido de lide e alguma irreverência mesmo. Não se pode exigir a um jovem que está a iniciar-se, que se apresenta pela vez primeira de casaca na capital e numa corrida com o peso da de ontem, o mesmo que se tem que exigir a um cavaleiro com anos de alternativa. E foi aqui que o director de corrida Agostinho Borges pecou, não concedendo música a Núncio, mais a mais quando o público a pedia em uníssono. Falhou Agostinho - mas os homens também falham. Mesmo com a banda em silêncio, António Núncio toureou em "alta voz" e pôs o público em alvoroço - e a cantar bem alto a bonita lide com que se quis impor."
Revista Aplausos:
"A la primera fila aspira el joven Antonio Nuncio, sin alternativa, que causó una grata impresión al lidiar al que cerró plaza, codicioso pero mermado de fuerzas. El público acogió calurosamente al principiante y abroncó justamente al presidente por no concederle música. Nuncio está todavia verde y no todo lo que realizó fue perfecto. A pesar de ello rubricó suertes de buen diseño y remate, que merecían mejor premio."
Sortes de Gaiola:
"ANTÒNIO NUNCIO
Tratando~se da sua apresentação em Lisboa, esteve bem ainda que acusasse ao principio um certo nervosismo natural.
Lidou bem e cravou bons ferros mostrando que não me enganei quando sempre lhe augurei futuro.
Não compreendi porque não lhe foi concedida música.."
Barreira de Sombra:
"Para encerrar praça apresentou-se o praticante António Núncio. A evoluir na ainda curta carreira, esteve em plano bastante aceitável, correcto na brega e na colocação do toiro que era escasso de forças. Deixou ferros desenhando bem as sortes e deixou vontade para o rever."

Porta dos Sustos:
"Quase a terminar a "converseta" dos cavaleiros, e porque só houve bem a dizer, tenho de destacar o menino toureiro António Núncio.
O peso de vir tourear à primeira praça do país já é demasiado grande, até para os mais antigos, quanto mais para a primeira vez de um menino, depois estar a vestir uma casaca pela primeira vez também pesa!
Não estou a tentar desculpar nada, até porque nada há para desculpar. Este menino esteve brilhante, e completamente à altura de todos os que compartiam cartel com ele nesta noite tão importante para tanta gente, mas especialmente para ele.
Este promissor cavaleiro, cravou ferros de verdade e sem se sentir intimidado com tanta coisa com que se poderia sentir! Futuro promissor para este grande menino.
Não posso também deixar de dar uma palavra de conforto, ao meu querido amigo Agostinho Borges, porque todos nós temos dias menos bons, e este não foi mesmo o dia dele. Como se pode não dar música a um toureiro destes?! Como se pode não dar força e animo a um menino que mesmo que não tivesse toureado tão bem, como toureou, está no inicio da sua carreira e tinha um peso tão grande nas suas costas???
Bom, dias melhores virão, quero acreditar meu amigo Agostinho!"
O seu maior êxito foi sem dúvida em Alcácer do Sal onde a praça se rendeu novamente a um Núncio... e o site espanhol Apalusos escreveu:

"Alboroto en Alcácer do Sal con un nuevo Nuncio
Hubo que esperar hasta el último toro de la tradicional corrida de la Feria de Alcácer do Sal para apreciar los más emotivos momentos de la tarde. Los protagonizó el joven Antonio Nuncio -todavía sin alternativa - quien se enfrentó a un bravo toro de Pinto Barreiros. Lo importante es que supo estar a la altura del oponente a lo largo de una faena de muchos quilates, plena de suertes vibrantes, de bella ejecución y rematadas con brillantez. Hay un nuevo Nuncio, con futuro."
Aplausos.es
Durante a temporada foi declarado triunfador na categoria de Cavaleiro Praticante pelo Site Toureio e pelos Aficionados do Concelho de Mourão. Ganhou ainda o prémio para a melhor lide nas Alcáçovas.
Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial