Agradecimento Público da Santa Casa da Misericórdia da Chamusca.

A Santa Casa da Misericórdia da Chamusca, emitiu um comunicado no qual agradece a todos os intervenientes que ajudaram na realização do festival que se realizou no passado dia 6 de Abril na Chamusca.


Agradecimento Público
 Na sequência da realização do Festival Taurino na Praça da Chamusca, no ano do seu Centenário, a Santa Casa da Misericórdia desta Vila vem agradecer a todos quantos participaram e tornaram possível este evento.
Desde logo, à Dra. Joana Rosa Rodrigues, pelo desafio que lançou na reedição dos Festivais de Beneficência, entretanto extintos e outrora lançados pelo seu Avô, Jorge Rosa Rodrigues, e seu Pai, Eng. José Rosa Rodrigues.
Ao Dr. Pedro Marques que, com o seu empenhamento e amizade, não se poupando a esforço, foi a chave para que se tornasse possível tão histórico cartel.
A Morante de la Puebla, um especial agradecimento pela dedicação que colocou na concretização deste espetáculo. Sempre preocupado, sempre disponível. O seu envolvimento contagiante acabou por motivar também os seus congéneres. Morante teve decisões que, por si só, demonstram valores de qualidade humana que fazem dele a grande figura do toureio que é. Contra os interesses de colegas e da empresa de Cehegín, alterou a data da corrida de 6 para 13 de Abril, suportando os custos inerentes, para poder estar de alma e coração na Chamusca. Fez sugestões, visitou a praça, promoveu o Festival.
A Morante de la Puebla, um grande Olé!!!
A Francisco Rivera Ordóñez e a Manuel Jesús “El Cid”, que abraçaram este projecto e esta causa, desde a primeira hora.
A Vasco Veiga, jovem promissor que não temeu juntar-se a todas estas figuras.
A António Ribeiro Telles, João Salgueiro, António R. Telles Jr. e João Salgueiro da Costa, pela disponibilidade em enriquecer este cartel.
Aos Grupos de Forcados, Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca, que graciosamente atuaram, e aos cabos, Nuno Marecos e Pedro Coelho dos Reis.
Aos Ganaderos, que gentilmente ofereceram os novilhos-toiros: David Ribeiro Telles; Rosa Rodrigues; Manuel Veiga; Manuel Assunção Coimbra; Calejo Pires.
À equipe Médica chefiada pela Dra. Luísa Van Schneider.
A todos os que, de forma direta ou indireta, participaram neste momento memorável, relembrando os Senhores: Mestre Rui Fernandes; José Maia; João Lino; João José Bento; José Manuel Nalha; Paulo Pessoa de Carvalho; Carloto Veiga; Tomás Monte; António Pimenta e a equipe de porteiros; João Ribeiro (corneteiro); Carlos Estorninho (embolador); José Faustino e a equipa de curros e portas; Jorge António (Queimado, Sociedade Eletrotécnica, Lda.); aos Campinos Jorge Pratas, José Faustino e Luís Mota.
A Frederico Timóteo (Papelaria “O Patamar”), a Luís Miguel Freire (Tasquinha do Carcavelo); ao Dr. José Abreu e Samuel (Café Central), a Francisco Mira (Tauronews).
Ao Dr. Cabeço e Dra. Paula Cabeço, ao Senhor Fernando Marques e à Senhora D. Guiomar Marques, pela receção dada aos Matadores de toiros.
À Câmara Municipal, em particular ao seu Presidente, Dr. Paulo Queimado, pela disponibilidade sempre demonstrada, apoio e incentivo.
Ao Hotel Lusitano (Golegã) e à Casa do Adro.
Ao Sr. Eng. José Canelas pela organização do desfile de carros clássicos e aos Senhores: José Vieira, Eng. João Amaral Neto, Armando Alves “Tomix”, que cederam as respetivas viaturas.
E, por último, mas tendo um papel primordial, à Comunicação Social, que, desde a primeira hora, se associou e nos ajudou na divulgação deste Festival.
É da mais elementar justiça, fazer público este nosso reconhecimento.

O Provedor,
Nuno Castelão
TAG