Cayetano Rivera Ordoñez: Honra por tourear a corrida de homenagem a Bastinhas e responsabilidade por pisar a arena onde triunfaram o seu pai e o seu avô.

O Matador de toiros espanhol Cayetano Rivera Ordoñez afirmou esta segunda-feira, em Lisboa, ser para si “uma honra tourear a corrida de homenagem ao Maestro Bastinhas e uma responsabilidade por ser no Campo Pequeno, praça onde o seu pai e o seu avô triunfaram forte”.
Cayetano fará a sua apresentação no Campo Pequeno a 6 de Junho, na corrida de homenagem ao cavaleiro JoaquimBastinhas, em cujo cartel figuram também os nomes dos cavaleiros João Moura e Marcos Bastinhas e os grupos de forcados amadores de Portalegre e da Chamusca. Lidam-se toiros da ganadaria Varela Crujo.

Durante a conferência de Imprensa, Cayetano disse não ter conhecido pessoalmente Bastinhas, mas que muito ouviu falar dele, a propósito das suas qualidades artísticas e humanas, pelo que considerou “uma grande honra poder participar numa corrida que tem um significado tão especial para a afición portuguesa".
Quanto à responsabilidade pessoal de pisar a arena de Lisboa, afirmou ser para ele uma responsabilidade enorme, já que os seus antepassados “foram sempre muito acarinhados pelo público do Campo Pequeno”.
“Espero estar à altura daquilo que nesta arena fizeram o meu pai (Francisco Rivera “Paquirri”), o meu avô (António Ordoñez), o meu tio-avô (Luis Miguel Dominguin) e o meu bisavô, (Cayetano Ordoñez “Niño de la Palma”).
Abordou ainda as suas múltiplas atividades, para além da tauromaquia, como a sua ligação ao mundo da moda e dos investimentos imobiliários.
Cayetano mostrou-se impressionado com todo o projeto de reabilitação e requalificação da Praça de Toiros do Campo Pequeno, visitando demoradamente as instalações, com especial destaque para o museu onde encontrou memórias de “Niño de la Palma”.

TAG