Dia da Tauromaquia: Entrevista a Nuno Casquinha - Carregar a sorte E

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Dia da Tauromaquia: Entrevista a Nuno Casquinha


Entrevista ao Matador Nuno Casquinha

É o segundo ano consecutivo que toureias neste dia. O que te leva a estares presente?
NC: Para mim é uma enorme alegria estar presente pelo segundo ano consecutivo no Dia da Tauromaquia, é sempre um Festival com imensa categoria. Penso que a minha actuação no ano passado foi bastante positiva e por essa razão a organização decidiu repetir-me.

Como estás a preparar este dia?
NC: Estou a preparar-me com muita ilusão, todos os dia treino a pensar nesse dia. Toureei este mês duas corridas importantes em Sócota e uma em Ica, Peru, o que será também importante para chegar a Lisboa com algumas corridas toureadas já esta temporada.

O que mais gostas no Dia da Tauromaquia?
NC: O que mais gosto no Dia da Tauromaquia é a aproximação que o público consegue ter connosco e também o facto de se verem sempre imensos jovens nas bancadas, os nossos futuros aficionados!

Quais as tuas ambições para esta temporada?
NC: A minha ambição para esta temporada é sobretudo ser melhor toureiro que na temporada passada, fazer tudo mais devagar, sem deixar de lado a garra que sempre me caracterizou. Também gostaria de pisar as feiras mais importantes do Peru, ir entrando em Espanha e manter o meu cartel em Portugal.

Qual o teu maior sonho enquanto Matador de Toiros?
NC: Os objectivos, graças a Deus, foram-se cumprindo pouco a pouco, mas neste momento eu maior sonho enquanto matador de toiros seria confirmar a alternativa em Madrid. Pela minha parte, o que prometo é o mesmo nível de entrega e dedicação ao toureio que tive até agora.
Comments
Notification
This is just an example, you can fill it later with your own note.
Done