A Protoiro em Huelva

A Protoiro, Federação Portuguesa de Tauromaquia, através do seu representante Helder Milheiro, esteve ontem, em Huelva, nos encontros Caja Sol onde, juntamente com a Fundación del Toro, analisou os temas da Defesa e Promoção da Tauromaquia. 

Esta foi o primeiro de 3 dias de encontros dedicados à temática taurina, tendo a conversa decorrido num tom muito construtivo, permitindo à assistência conhecer as estratégias e práticas que têm vindo a ser realizadas em Portugal e Espanha, no que concerne a defesa e promoção da tauromaquia. 

Da parte da Protoiro, Helder Milheiro, membro da Comissão Executiva, destacou que "O contexto português é bastante positivo, pois mais de 86% dos portugueses não defende a proibição das touradas." Por outro lado "As touradas são tão importantes socialmente que os animalistas as tornaram no principal objectivo da sua ação, porque as corridas lhes dão uma visibilidade que não conseguem de outra forma." 

Sobre a Protoiro referiu que "esta conseguiu tornar-se uma referência, na sociedade e junto dos políticos, para a defesa da Festa. Além disso representa o peso institucional da tauromaquia portuguesa, representando todo o setor e os aficionados."

Sobre as corridas referiu que "As corridas de toiros são um dos poucos espectáculos que existem que vivem das receitas de bilheteira. Praticamente mais nenhum espectáculo, hoje, consegue viver desta forma, o que reflecte, novamente, o poder social e popular da tauromaquia. O toureio tem um capital riquíssimo que hoje tem muita procura: a emoção. É enquanto espectáculo de grande emoção que o temos de promover."


Carlos Nuñez, patrono da "Fundación del Toro de Lidia", explicou o objectivo e a actuação da recém criada  destacando que "procuramos criar um modelo legal e de comunicação como até agora não existiu na tauromaquia. A Fundación pretende dotar a Festa de segurança, para que possa ser herdada pelos nossos filhos."

"Um dos êxitos fundamentais da "Fundación del Toro de Lidia" foi a externalização de funções, que devem ser feitas por profissionais das respectivas áreas e não por profissionais do toureio."

O interesse e relevância dos temas abordados levou a que a sessão se tenha estendido até às 3 horas de duração, contando ainda com forte participação da assistência.
Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial