Manuel Dias Gomes: “É como se fosse a confirmação da minha alternativa em Lisboa” - Carregar a Sorte

Post Top Ad

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Manuel Dias Gomes: “É como se fosse a confirmação da minha alternativa em Lisboa”

Manuel Dias Gomes é o Matador de Toiros português de mais recente alternativa (30 de Maio de 2015, na cidade francesa de Gamarde les Bains). Faz a sua apresentação no Campo Pequeno como Matador de Toiros, na próxima quinta-feira, num cartel que ele próprio considera como “uma ‘Confirmação de Alternativa’ em Portugal”.
“Será um momento especial e de muita responsabilidade, pois trata-se de um a cartel que qualquer matador português gostaria de ter na sua apresentação no Campo Pequeno”, refere o diestro, que acrescenta: “Espero que esta corrida seja um marco histórico para o toureio a pé em Portugal e na minha carreira”.
Manuel Dias Gomes estreia-se em Lisboa alternando com os matadores de Toiros espanhóis Juan Serrano “Finito de Córdoba” e Juan José Padilla, na lide de seis toiros de Manuel Veiga.
“São dois triunfadores de Lisboa. O Maestro ‘Finito de Córdoba’ realizou no festival de Fevereiro uma grande faena, uma faena de classe, requinte e bom gosto, ao passo que o Maestro Juan José Padilla ‘arrasou’, com um triunfo memorável, na sua estreia, a 14 de Julho”, recordou.
Manuel Dias Gomes foi finalista do concurso “À procura de novos toureiros” realizado no Campo Pequeno, em 2007, onde obteve o segundo lugar e, nesse mesmo, ano ganhou o “Galardão Campo Pequeno” para o novilheiro triunfador da temporada, distinção que voltaria a conquistar em 2010 e 2012.
Como novilheiro sem picadores, foi finalista dos Bolsíns Taurinos Ciudad Rodrigo e de Arnedo.  
“No ano de 2010 dei um passo importante que foi o meu debute com picadores na prestigiada praça de toiros "La Malagueta" em Málaga por ter ganho o troféu, no ano anterior, no certame de novilheiros sem picadores.  A minha apresentação na Monumental de Las Ventas foi a 10 de Setembro de 2011, no Certame “Ocho Naciones”,  com novilhos de Araúz de Robles, relembra.
Nos seus tempos de novilheiro, pela relação de grande amizade que o une ao Matador de toiros José Luis Gonçalves, treinou várias vezes com os alunos da Academia de Toureio do Campo Pequeno. Aos alunos da academia deixou palavras de estímulo e a José Luis Gonçalves expressou os seus votos de recuperação do grave acidente que sofreu, há 3 anos.