Miguel Moura volta ao Campo Pequeno na Corrida de Gala de 11 de Outubro


Miguel Moura foi um dos triunfadores da corrida de 7 de Junho, na qual se comemoraram os quarenta anos de alternativa de seu pai. Triunfou e, por essa razão, está presente na Corrida de Gala à Antiga Portuguesa do próximo dia 11 de Outubro, com a qual encerrará o Abono da temporada de 2018.

Nessa corrida, o “Benjamim” da dinastia Moura registou uma das melhores actuações da noite, sendo-lhe agora proporcionado voltar ao Campo Pequeno para referendar esse triunfo e rematar, em beleza, uma temporada na qual registou várias actuações importantes.
Com alternativa recebida no Campo Pequeno, a 17 de Julho de 2014, tendo por padrinho o seu pai, João Moura, Miguel é um dos cavaleiros que mais tem evoluído, sendo os seus progressos notados pela crítica da especialidade e algo que faz parte da preocupação diária do cavaleiro que diz: “Penso que estou a evoluir todos os dias para ser figura do toureio, pois esse é o meu objectivo.”
Na sua segunda apresentação no Campo Pequeno, na temporada de 2018, Miguel Moura terá por alternantes os cavaleiros António Ribeiro Telles, Rui Salvador, Rui Fernandes, Francisco Palha e Marcelo Mendes, numa corrida em que serão lidados seis imponentes toiros da ganadaria Passanha. Pegam os grupos de forcados amadores de Lisboa e do Aposento do Barrete Verde de Alcochete, capitaneados respectivamente por Pedro Maria Gomes e Marcelo Lóia.
A Corrida de Gala à Antiga Portuguesa constitui sempre para além do natural espectáculo tauromáquico, um repositório da história das corridas de toiros, pois é antecedida de um cortejo evocativo das Touradas Reais do século XVIII, com cerca de sessenta figurantes vestidos à época.

Sem comentários