Últimas Notícias

João Salgueiro emite comunicado para acabar de vez com a polémica!

Comunicado emitido pelo cavaleiro João Salgueiro
Eu, João Inácio Ferreira Girão Salgueiro da Costa, Cavaleiro Tauromáquico desde 29 de Maio de 1988, venho por este meio e pela primeira vez, comentar e esclarecer o que verdadeiramente se passou no Forumrealizado pelo Grupo Tauromáquico Sector 1 na sala cedida pelo Campo Pequeno e que tanta polémica tem dado, começando por dizer e afirmar que apenas respondi a questões e que perante factos apresentados limitei-me a responder no intuito de, como sempre fiz, defender a Tauromaquia.

 - Começo por dizer que pertenço à Associaçlão Nacional dos Toureiros Portugueses com as quotas em dia e como tal no pleno dos meus direitos e deveres. Assim sendo, competia à Associação que me representa, antes de emitir comunicados, ouvir o seu associado sobre eventuais declarações por mim prestadas. Depois da minha confirmação ou não, então agiriam em conformidade para apurarem a verdade e assim defenderem o seu associado. Negaram-me um princípio fundamental do Estado de Direito que é o do contraditório. A seu tempo agirei em conformidade se entretanto não me for apresentado um pedido de desculpas por parte da nossa instituição.

 - Tal como afirma o Sr. Joaquim Tapada na sua página do Facebook, que estava presente no Forum, limitei-me a responder a uma pergunta feita por duas pessoas presentes no dito colóquio sobre Toureio a Cavalo e a propósito do bem estar animal, e de uma pretensa legislação que irá ser implementada. Não foi da minha alta e livre recriação que vim falar em situações que têm sido empoladas e aproveitadas por alguns que não estiveram presentes e se limitaram a precipitar deduções completamente desvirtuadas da realidade. Espero até que tenham declarações gravadas, pois estavam presentes alguns representantes da comunicação social taurina e assim comprovem tudo aquilo que eu falo e também o Sr. Joaquim Tapada. Nunca em parte alguma da minha resposta referi que algum Cavaleiro dopasse os cavalos ou os maltratasse. Foi dito a todos que haveriam umas normas (diploma) que iriam entrar em vigor para defesa do bem estar animal e as quais obstariam ao uso de serretas, cabos de aço, freios castigadores, esporas, etc. e substâncias dopantes, tendo eu dito que se em outras actividades equestres já há esse controlo e se for essa a forma de pararem os ataques à tauromaquia, então que o façam para podermos provar que nada de anormal se passa na nossa tauromaquia e no Toureio a Cavalo. Ao contrário do que outros fazem, nunca me irão ver a apontar o dedo a ninguém, porque desconheço em absoluto que haja alguém que no seu perfeito juízo desvirtue a realidade das suas montadas. Os cavalos são os nossos parceiros e sem eles não poderemos brilhar nem mesmo actuar, pelo que tentamos, isso sim, que eles durem o maior número de anos possíveis, o que com substâncias proibidas não acontece. Reproduzo aqui as declarações na internet do Ex.º Sr. Joaquim Tapada, pessoa que todos consideram séria e impoluta:

"Joaquim Leopoldo Ferreira Tapada in Facebook

23 h - Lisboa

"Está a levantar-se um caso com o eventual doping nos cavalos de toureio, atribuindo ao cavaleiro João Salgueiro algum juízo sobre o assunto. Estive no Fórum do 'Sector 1' e posso testemunhar o que se passou: uma participante (aficionada e conhecedora do assunto) disse que não concordava com as serretas nos cavalos e chegou mesmo a chamar a atenção de um cavaleiro no Campo Pequeno, no fim de uma actuação, para o sangue que escorria da boca do cavalo. A senhora, aliás pelos problemas levantados, não era uma curiosa, afirmando que não lhe agrada a forma como são aparelhados os cavalos e o que deles exigem os cavaleiros. Entretanto, uma Professora da Faculdade de Veterinária (filha de um cavaleiro de alternativa) interveio e esclareceu que está em estudo na Direcção de Veterinária um diploma para o bem estar animal, que vê todos esses assuntos e também a eventualidade dos cavalos terem tomado algumas substâncias dopantes. Aliás, como se faz nas outras modalidades equestres. Foi então que o cavaleiro João Salgueiro, que integrava o painel do Fórum com Duarte Pinto, sendo moderador o Dr. Paulo Pereira, disse que achava muito bem que o veterinário da Direcção de Veterinária examinasse as montadas, pois podiam até estar com febre ou doentes. Quanto a serretas e gamarras, quase todos os cavaleiros se servem delas e se isso for proibido, disse Duarte Pinto (gracejando) "haverá corridas com poucos ou sem cavaleiros...". Portanto, a questão foi levantada por duas senhoras - a aficionada bem documentada e a Professora de Veterinária é que levantaram o problema. Não foi João Salgueiro e muito menos Duarte Pinto. O seu a seu dono".

Joaquim Leopoldo Ferreira Tapada in Facebook

3 h - Lisboa

"Sobre as afirmações do cavaleiro João Salgueiro, reafirmo que o cavaleiro de Valada não disse que havia doping nos cavalos de toureio. No comentário sobre as afirmações das duas senhoras aficionadas, considerou que se devia fazer o controlo aos cavalos, tal como se faz nas outras modalidades, para evitar até que algumas montadas actuem em precárias condições físicas. Na entrevista ao 'Farpas Blogue', desenvolve o assunto de uma maneira diferente, embora no essencial não esteja longe da sua opinião manifestada no Campo Pequeno. João Salgueiro não acusou nada nem ninguém. Dadas algumas opiniões, receio que as senhoras, em especial a Professora de Veterinária (filha de um antigo cavaleiro de alternativa) tenham razão em proteger a saúde dos cavalos...".

Como podem ler, aqui vem retratado expressamente aquilo que se passou no Forum realizado no passado sábado.
E ainda,

 - Nunca na minha vida profissional de Cavaleiro Tauromáquico preciseu de subterfúgios para esconder ou tapar inêxitos. Ninguém mais do que eu está insatisfeito por não ter alcançado um triunfo na Corrida da passada quinta-feira. Não faz parte da minha personalidade. Estou habituado a ir de frente aos toiros e é assim que estou na minha vida: de frente, com personalidade e carácter.
Como tal, lamento certos comentários de algumas pessoas por quem nutria respeito e até carinho e, pasme-se, de alguns colegas meus... As disputas são na arena e não de forma vil e ignóbil tentando atingir quem deu tudo ao Toureio a Cavalo.

 - Esta polémica, infelizmente, serviu apenas para eu poder saber com toda a certeza quem é quem na nossa Festa, quem age de forma culta, educada e bem formada e quem apenas aqui para fomentar a polémica, o escândalo, sabe-se lá com que reais intenções. Volto a dizer e que fique bem claro que apenas respondi a questões que foram colocadas e não afirmei que alguém dopasse os seus cavalos, fosse que forma fosse! Mais uma vez, repito, o assunto foi levantado por alguém directamente ligado ao bem estar animal e não por mim e nunca ninguém ouviu da minha boca que alguém usasse doping nos cavalos.

 - Quanto a uma pretensa entrevista, informo que não dei nenhuma entrevista, tendo apenas recebido um telefonema do Jornalista em questão em que me limitei a dizer tudo aquilo que aqui digo e como o afirma oSr. Joaquim Tapada. Todas as considerações ali incluídas são interpretações de quem as faz e da única responsabilidade de quem as escreve. Importa ver o contexto geral de todo o Forum de sábado e não apenas retirar excertos conforma possam causar maior ou menos celeuma. Cada um interpreta da forma que entende.

Valada, 20 de Abril de 2016

João Salgueiro
Cavaleiro Tauromáquico