Comunicado | PróToiro - Dados da época taurina 2018

Touradas aumentam espectadores pelo segundo ano consecutivo
Mais de 440 mil espectadores nas praças de toiros em Portugal em 2018
mostram que crescimento da Tauromaquia é uma realidade incontornável.
Região norte lidera taxa de ocupação; Albufeira é a cidade com mais espetáculos.
O número de espectadores em corridas de toiros em Portugal aumentou pelo segundo ano consecutivo, numa demonstração inequívoca e incontornável da força desta atividade cultural no País. Ao longo de 2018, mais de 440 mil pessoas assistiram a corridas de toiros, ou seja, mais 5 mil do que os 435 mil registados em 2017. Este crescimento reflete-se também na média de pessoas por corrida: em 2014 era de 2240, quando em 2018 foi de 2654. O Campo Pequeno, em Lisboa, foi a praça com mais público (77 mil) em 2018, mais 15 mil do que em 2017.
Albufeira, tal como em anos anteriores, é a cidade com mais espetáculos (25), seguida de Lisboa (14) e Vila Franca de Xira (12). No que diz respeito à taxa de ocupação em corridas de toiros, a região Norte do País lidera destacada com 91 por cento, contrariando a ideia falsa de que não há afición acima do Mondego. A região dos Açores regista uma taxa de 71 por cento, seguindo-se Centro e Alentejo, ambas com 69 por cento.
De norte a sul do Continente e também nas Ilhas houve espetáculos tauromáquicos em todos os distritos, com exceção para Aveiro, Braga e Vila Real. A confirmar a fortíssima adesão da afición nortenha, as corridas de toiros realizadas nos distritos de Viseu e Viana do Castelo registaram 100 por cento de ocupação e no Porto 98 por cento. O distrito do Porto tem o maior crescimento nacional na taxa de ocupação em corridas de toiros passando de 44% (2017) para 98% em 2018.
A vitalidade da Tauromaquia em Portugal fica também espelhada nos resultados obtidos na transmissão televisiva de quatro corridas (3 na RTP e 1 na TVI). A média acumulada de telespectadores passou de 1.8 milhões em 2017 para 2 milhões em 2018.
A Corrida da TVI obteve uma média de 600 mil telespectadores e chegou a ser vista por 1.8 milhões de telespectadores. Já a Corrida de Gala, transmitida a 11 de outubro na RTP, foi a corrida com maior audiência média desde 2013, com 530 mil telespectadores.
Luís Rouxinol, Marcos Bastinhas e João Moura Caetano, respetivamente com 35, 31 e 27 atuações, foram os cavaleiros que mais vezes entraram nas arenas em 2018. Manuel Dias Gomes liderou o ranking dos matadores com 6 presenças e os forcados de Évora, Coruche, Cascais e Ribatejo todos com 16. 
"Com a retoma da economia, os portugueses começam já a sentir alguma folga no orçamento familiar e regressaram às touradas. São dois anos de crescimento, o que nos mostra que a tendência para o setor é favorável e positiva. Num ano de ataques falidos de alguns partidos contra a tauromaquia, a resposta dos portugueses foi dada indo às praças de norte a sul. Uma resposta clara de afirmação da liberdade e respeito dada pelos portugueses, em defesa da nossa cultura", considera Hélder Milheiro, secretário-geral da PróToiro.
Esta informação estatística foi reunida pela PróToiro - Federação Portuguesa de Tauromaquia, com base no cruzamento dos dados da Associação Nacional de Toureiros e da Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide. Esta análise permite um retrato mais fidedigno da tauromaquia em Portugal, uma vez que os dados da Inspeção-Geral das Atividades Culturais apenas refletem a atividade administrativa deste organismo em Portugal Continental. A Região Autónoma dos Açores, por reger-se por legislação própria, não está incluída, tal como espetáculos que não são abrangidos pelo regulamento taurino, como Barrancos ou os recortadores. 
Mesmo assim, o relatório de 2018 da IGAC confirma os dados da PróToiro:
- O número médio de espectadores por espetáculo foi, aproximadamente, de 2.190, representando um aumento próximo dos 10% em relação a 2017 e aproximando-se do segundo valor mais alto da década (em 2011, com 2.200)
- Novos concelhos com espetáculos taurinos: 5 (Alenquer, Alvaiázere, Golegã, Mora e Seia)
- Em 2018 registou-se um aumento no número de espectadores pelo segundo ano consecutivo. Em 2018 foram 379 000; em 2017 foram 377 952; em 2016 foram 362 057.
- A praça de toiros do Campo Pequeno foi a que registou maior número de espectadores, com um total de, aproximadamente, 77.000, representando uma subida de 25% relativamente ao ano anterior.

PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia, alerta para o facto de o relatório da IGAC não incluir os dados relativos aos Açores e outros espetáculos que não são abrangidos pelo regulamento taurino, como Barrancos ou os recortadores. 
Fotografo: Frederico Henriques

carregar a sorte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.