Miguel Sampaio: Homenagem aos Açores: “Inteiramente merecida e justa”.

O Cabo do Grupo de Forcados Amadores de Beja, Miguel Sampaio, considera a Homenagem aos Açores, na corrida de 11 de Julho no Campo Pequeno como “inteiramente merecida e justa pela forma genuína e apaixonada como as suas gentes vivem a festa de toiros”.
“Já tivemos a oportunidade de atuar na Região Autónoma do Açores, mais especificamente na ilha Terceira, onde pudemos testemunhar a enorme afición ali existente”, referiu.
Por outro lado, salientou que pegar na Praça de Toiros do Campo Pequeno é, à partida, “um motivo de grande orgulho para todo o Grupo.”
Sobre o “Concurso de Pegas”, que premiará a melhor pega de caras da noite, Miguel Sampaio faz a seguinte antevisão: “Os grupos da Tertúlia Tauromáquica Terceirense e do Ramo Grande são dois Grupos com que já tivemos oportunidade de partilhar cartel e pelos quais nutrimos grande amizade. Como é natural, dentro de praça existe sempre uma competição amigável e respeitosa, em que qualquer um dos Grupos irá procurar triunfar e vencer o Concurso de Pegas. Para o Grupo de Beja, pegar novamente o Concurso de Pegas depois de termos conquistados os dois últimos em que participámos é um gosto enorme e, naturalmente, seria uma grande alegria conquistarmos mais uma vez o troféu. Mas o que realmente ambicionamos é que o Grupo esteja com valor e qualidade à frente dos toiros e que seja uma grande corrida, com grandes pegas dos três Grupos”.
Confirmará a alternativa das mãos de Ana Batista, o cavaleiro Tiago Pamplona, com o testemunho de Filipe Gonçalves, Manuel Ribeiro Telles Bastos, Miguel Moura e João Salgueiro da Costa, frente a toiros da ganadaria Jorge de Carvalho, que comemora as suas “Bodas de Ouro”.
A anteceder a corrida, que será abrilhantada pela Banda da Sociedade Filarmónica Rainha Santa Isabel, sob a direção do Maestro Durval Festa, exibir-se-á a Marcha dos Veteranos de Angra do Heroísmo (Ilha Terceira).

carregar a sorte