ROUXINOL JR., REGO BOTELHO E FORCADOS DA TERTÚLIA DESTACAM-SE COMO TRIUNFADORES DO CONCURSO DAS SANJOANINAS.

No regresso das Sanjoaninas, após um cenário de confinamento derivado da pandemia COVID-19, Luís Rouxinol Jr. estreou-se na Feira Taurina de São João com um importante triunfo que lhe valeu o prémio de “Melhor Lide”. A ganadaria de Rego Botelho arrecadou os prémios de “Melhor Toiro” e “Melhor Apresentação”, nos exemplares que saíram em primeiro e quinto lugar, e os Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense ganharam os dois prémios em disputa nas pegas, “Melhor Pega” e “Melhor Grupo”.
 
Tiago Pamplona abriu a corrida frente ao toiro “Capelão”, exemplar da ganadaria de Rego Botelho que viria a vencer o prémio de “Melhor Toiro”. Na tentativa de colocar o primeiro ferro comprido, a montada escorregou no momento da reunião e provocou a queda do cavaleiro açoriano, felizmente sem consequências maiores. No regresso à arena Tiago Pamplona evidenciou as suas qualidades com toureio de registo clássico, destacando-se o final da lide ao quinto toiro da ordem rematada com um ferro palmo em terrenos de compromisso
 
Por sua vez, João Pamplona andou menos acoplado com os seus oponentes, ainda assim desenvolveu uma lide em crescendo ao segundo toiro da ordem, de ferro José Albino Fernandes, e andou esforçado no seu último toiro.
 
No sentido oposto esteve Luís Rouxinol Jr. que se estreou nas Sanjoaninas com um importante triunfo, principalmente pela lide desenvolvida ao exemplar de encaste “Murube” da ganadaria de João Gaspar. Desde o início que o cavaleiro de Pegões cativou o público pela impressionante porta gaiola, a aproveitar a saída fogaz do toiro a partir dos curros, para lhe deixar o ferro no sítio correcto e com uma reunião bem conseguida. Durante a lide o jovem cavaleiro português foi mudando os terrenos do toiro frequentemente, para depois cravar a ferragem com acerto e de forma emotiva, acabando por encerrar a sua actuação com um ferro de palmo de grande nota.
 
Enquanto aos forcados, o grupo dos Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense obtiveram um importante triunfo, nomeadamente pela pega feita ao quinto toiro da ordem, em que foi cara Bernardo Belerique que mereceu o prémio de “Melhor Pega”. A pega valeu pela convicção do forcado na investida do toiro em terrenos difíceis, pela forma como se fechou, em seguida pela primeira ajuda muito valiosa dada pelo forcado Fernando Mangueira, e pela coesão do grupo. A prestação do grupo também fez com que fosse premiado como “Melhor Grupo”.
 
Não menos importante foi a prestação dos Forcados Amadores do Ramo Grande que pegaram duas das pegas ao primeiro intento, e pela forma galharda como Manuel Pires dobrou o jovem forcado Tomás Sousa ao quarto intento e numa pega dura, e que lhe fez sair para a enfermaria com uma lesão grave nos olhos.
 
O júri designou como premiados:
Melhor lide: Luís Rouxinol Jr.
Melhor pega: Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense - Bernardo Belerique
Melhor grupo: Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense
Melhor apresentação: “”Azulejo I”, nº 43, preto, 514 Kg, de Rego Botelho, lidado em 5º lugar.
Melhor toiro: “”Capelão”, nº 46, preto, 536 Kg, de Rego Botelho, lidado em 1º lugar.
 
 
Praça de Toiros Ilha Terceira. Angra do Heroísmo (Ilha Terceira, Açores), sábado 24 de Junho. Primeira corrida da feira das Sanjoaninas. Corrida à portuguesa, concurso de ganadarias. Toiros Rego Botelho (1º e 5º - fixo e com classe, e reservado o quinto da ordem), Casa Agrícola José Albino Fernandes (2º e 3º - ambos de comportamento regular), João Gaspar (4º e 6º - manso e reservado o quarto da ordem, e encastado o sexto toiro)
 
Tiago Pamplona, Ovação no centro da arena em ambos.
João Pamplona, Ovação no centro da arena em ambos.
Luís Rouxinol Jr., Ovação no centro da arena em ambos.
 
Forcados: Pelos amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense pegaram, ao primeiro intento João Silva e Bernardo Belerique com uma grande primeira ajuda de Fernando Mangueira, e Francisco Matos à segunda tentativa na pega ao primeiro toiro da ordem. Pelos amadores do Ramo Grande, Carlos Silva e César Pires pegaram à primeira tentativa, e Manuel Pires dobrou Tomás Sousa ao quarto intento, sendo que Manuel Pires saiu lesionado com gravidade.

Sem comentários:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.